Conheça os dez principais benefícios da Equoterapia para pessoas com deficiência

9 de agosto de 2021

Maior centro de Equoterapia da América Latina é parceiro da Vetnil e realiza mais de 230 atendimentos mensais em Jaguariúna (SP)

Considerada um método terapêutico e educacional, a Equoterapia utiliza o cavalo numa abordagem interdisciplinar nas áreas de saúde, educação e equitação, na busca pelo desenvolvimento biopsicossocial de pessoas com necessidades especiais. Agosto é o mês da Equoterapia no Brasil, celebrada no dia 09/08 – dia da Equoterapia, através da Lei nº 12.067, de 29 de outubro de 2009. O objetivo da data é difundir a prática na sociedade e os seus benefícios.

Em Jaguariúna (SP), está localizado o maior centro de Equoterapia da América Latina. Fundado há 19 anos, o Centro de Referência de Equoterapia de Jaguariúna (CEJ), realiza mensalmente mais de 230 atendimentos. E por isso, conta com empresas parceiras como a Vetnil. “Sabemos que o relacionamento da humanidade com os animais vem de longe e por todo esse tempo, o cuidado sempre esteve no centro dessa relação. Este é o nosso papel nesta parceria, apoiar e contribuir com a bem-estar proporcionado por esse projeto.”, afirma Maria Amélia Salviano, Analista de Marketing da Vetnil.

Na montaria, os movimentos do cavalo ativam estímulos neurológicos que favorecem o bem-estar do praticante. Além disso, a questão social também é trabalhada, através do laço com o animal e o ambiente social do centro em si. A Equoterapia é bem sucedida graças a quatro fatores: cavalo, equoterapeuta, lateral e condutor, e é considerada uma modalidade multidisciplinar, por dialogar com as áreas de saúde, educação e a própria equitação.

“Os atendimentos são realizados por uma equipe multidisciplinar, formada por fisioterapeutas, psicólogos, psicopedagogos, pedagogos, fonoaudiólogos, terapeutas ocupacionais, equitador e, no apoio, contamos com um guia, responsável pela condução do cavalo, e com um lateral, responsável por garantir a segurança do praticante em cima do cavalo durante todo o atendimento”, explica Veridiana Mellilo, gestora do CEJ.

Em meio a pandemia um trabalho tão essencial para o desenvolvimento dos praticantes teve uma pequena pausa, mas tudo pela segurança e bem-estar deles, porém com uma retomada breve e com todos os cuidados necessários.

“Interrompemos os atendimentos nas seis primeiras semanas da pandemia de Covid-19. Foi o tempo necessário para viabilizar a retomada, com os protocolos sanitários, considerando que somos um serviço essencial. Disponibilizamos álcool em gel e máscaras descartáveis, providenciamos um túnel de ozônio para higienização e contratamos uma equipe de enfermagem para aferição de temperatura”, destaca Tatiane Trevisan, coordenadora do CEJ.

A Equoterapia reúne inúmeros benefícios e que se estende além de pessoas com deficiência, contribuindo para total interação e inclusão social.

Dez principais benefícios da Equoterapia:

– Melhora o equilíbrio e a postura;

– Desenvolve a coordenação motora;

– Estimula a sensibilidade tátil, visual e auditiva;

– Melhora o tônus muscular e aumenta a força;

– Facilita a integração social;

– Desenvolve a motricidade fina;

– Estimula o funcionamento dos órgãos internos;

– Aumenta a autoestima e a autoconfiança;

– Estimula o afeto, devido ao contato com um animal;

– Promove a sensação de bem-estar.

A ANDE Brasil – Associação Nacional de Equoterapia exige a presença do terapeuta acompanhado do treinador do animal, por isso é recomendado o agendamento de visitas aos centros que oferecem a prática da equoterapia para avaliar as condições do local de atendimento.