Parceiros Vetnil se consagram campeões no Freio de Ouro 2021

7 de outubro de 2021

A emoção dominou as pistas do Freio de Ouro e a empresa comemora com seus parceiros, que ganharam sete dos oito títulos do ano

A Final do Freio de Ouro aconteceu de 29 de setembro a 3 de outubro, no Parque Assis Brasil, em Esteio/RS, a casa do cavalo Crioulo.

Um evento de forma diferente, que teve uma nova data e restrições ao público nas arquibancadas devido a pandemia, porém não tirou o brilho dessa celebração tão esperada pelos crioulistas. As transmissões pelos canais da ABCCC no Youtube e no Facebook chegaram a 380 mil visualizações.

Em cinco dias de disputa, 82 animais, sendo 39 fêmeas e 43 machos, foram julgados pelo olhar criterioso dos seis jurados.

A Vetnil se fez presente em mais um ano, não somente no boulevard com seu espaço exclusivo para atender aos participantes, mas principalmente em pista com seus parceiros, pois sete dos oito campeões do Freio de Ouro de 2021 fazem parte do time Vetnil.

A categorias Machos do Freio de Ouro contou com fato histórico de bicampeonato, e dos parceiros Vetnil a conquista do Freio de Prata – Fernando Andrighetti e Santa Alice Postero -, Freio de Bronze – Jardel Pereira e Monarca Dom Manoel – e no Freio de Alpaca – Gustavo Ruas e Honrado da Parnassa TE.

Fernando Andriguetti descreve a sensação de conquistar o Freio de Prata como uma alegria muito grande. “É o mínimo que eu podia fazer pela minha equipe, por esse cavalo maravilhoso e pela minha família, que torce pela gente”, completa.

Já entre as Fêmeas do Ouro a Alpaca deu Vetnil no pódio. Freio de Ouro e Prata foi conquistado pelo ginete Daniel Teixeira, respectivamente montando Belle Mandala e RZ Mandeja da Carapuça.

“Subir no pódio com dobradinha é uma situação que nem do seu melhor sonho vai conseguir. Chegar no Freio, correr um domingo da Final do Freio é mais difícil ainda, e tu chegar no pódio com dois animais, é só alegria. Porque não é fácil por tudo que a gente passa durante todo o ano”, diz Daniel sobre a conquista.

O Freio de Bronze ficou com Fabinho Teixeira e La Castellana Kaila; e de Alpaca com Fabricio Barbosa e Ibérica da Vendramin.

“Números inéditos em pódio dos nossos parceiros. Ginetes que fazem parte da família Vetnil, mostraram muita garra e se apresentaram brilhantemente. Foi um evento realmente emocionante e contou com o apoio de toda nossa equipe”, expôs Maria Amélia Salviano, do Marketing Equinos Vetnil.

 “Há dois anos a ABCCC vem se esforçando para que as competições do ciclo não parassem, para que os protocolos fossem seguidos e os amantes do cavalo Crioulo pudessem encerrar o ano hípico nesta grandiosa final. Agradecemos por estar junto deles e sem dúvidas nos vemos em 2022”, ela completa.

Outro momento esperado foi a entrega da premiação de Ginete do Ano, em que a Vetnil também esteve presente. O almejado título entre os ginetes foi também para o parceiro Daniel Teixeira. Desde seus 14 anos de idade ele disputa as etapas do Freio de Ouro.

Ele conta que, para ser Ginete do Ano, “você tem que ser constante, se apresentar bem em todo o ciclo”. “Logicamente é uma premiação que me orgulha muito pela dificuldade que é poder alcançar ele, é tão difícil quanto ganhar o Freio de Ouro”, finaliza.

Ele também foi o ginete com o maior número de animais admitidos para a final, com total de oito. Ganhador do Freio de Ouro e de Prata na categoria Fêmeas, conta de seu carinho pelas éguas: “Só tenho que agradecer a elas, são de coragem, têm temperamento”.

Um evento tão importante para a raça Crioula e para a Vetnil não podia deixar de contar com a presença da presidente da empresa Vera Ribeiro, que conheceu a grande celebração do cavalo Crioulo e, de antemão, conversou com o presidente da ABCCC, Sr. Onécio Silveira Prado Junior, parabenizando pelo belo trabalho na raça.

“Vetnil – Garantia da Melhor Performance”