Onça pintada volta à natureza através de ONG parceira da Vetnil

3 de dezembro de 2015

Felipe, uma onça pintada capturada pelo IBAMA-PA em uma área de garimpo em Itaituba, no Pará, foi recolocada em seu habitat natural na semana passada. O animal recebeu os cuidados da ONG Mata Ciliar e pode regressar à natureza depois de quatro meses de tratamento.

O macho de onça pintada, de 1 ano e 5 meses, foi criado desde filhote por uma família, como um animal de estimação. Após um vídeo ser veiculado na internet, a equipe do IBAMA-PA recebeu uma denúncia e foi até o local, onde encontrou Felipe com uma coleira no pescoço.

Depois de uma viagem de mais de 3 mil quilômetros, Felipe chegou à Mata Ciliar, onde permaneceu sob observação e passou por uma avaliação clínica minuciosa. Posteriormente, Felipe foi transferido para um recinto de pré-soltura com mais de 3.000 m2, localizado em meio a uma área de vegetação natural. O animal foi estimulado para acentuar seus instintos e desenvolver comportamentos naturais, além de exercitar sua musculatura. Nesse período, estratégias foram adotadas para oferecer o alimento sem que Felipe tivesse contato humano, isso para que ele não associasse a presença humana com a oferta de alimento. Técnicos acompanharam seu comportamento através de câmeras de monitoramento.

Após exames constatou-se que a saúde e alimentação estavam em dia, assim realizou-se a biometria da onça e ela recebeu alta para retornar à natureza. Com a ajuda do IBAMA-PA, IBAMA-DF e o apoio da Força Aérea Brasileira (FAB), Felipe foi solto em um local inóspito em meio à mata, local onde nunca deveria ter saído.

Desde 2009 a Vetnil apoia o trabalho realizado pela Mata Ciliar, como parte do seu compromisso com a sustentabilidade. As contribuições ocorrem por meio da doação de produtos veterinários e patrocínios de ações promovidas pela ONG. “É essencial que a Vetnil continue apoiando o trabalho realizado pela Mata Ciliar, pois a ONG cumpre esse importante papel de resgatar e devolver os animais à natureza, colaborando com o equilíbrio do ecossistema”, diz Cristiano de Sá, diretor de marketing e novos negócios da Vetnil.